Blog / Sustentabilidade / Sustentabilidade na comunicação: como pôr em prática?

Sustentabilidade na comunicação: como pôr em prática?

Postado em 12/15/2021 10:13:45 AM

sustentabilidade

A 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-26), principal cúpula da ONU para debate sobre questões climáticas, foi realizada entre os dias 1 e 12 de novembro de 2021, em Glasgow, na Escócia. Por isso, resolvemos abordar um tema estratégico para os profissionais de CI: Comunicação para a sustentabilidade.

Comunicação para a sustentabilidade: Você sabe o que significa?

Comunicação da Sustentabilidade é aquela que dá notoriedade às ações e práticas sustentáveis que a empresa desenvolve.

Quando a sustentabilidade faz parte da cultura da empresa, ela é considerada na tomada de decisões e comunicada além das peças tradicionais de reporte de sustentabilidade.

Comunicação para Sustentabilidade ajuda a transformar modelos, colaborando para o desenvolvimento sustentável. Ambas precisam ser sustentáveis sob o risco de não serem críveis. 

A Sustentabilidade da Comunicação se dá por meio de processos de comunicação e de gestão transparentes, éticos e baseados em informações facilmente comprováveis. 

Um desafio atual dos profissionais de comunicação 

Segundo o Guia de Comunicação e Sustentabilidade criado pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) em 2020: 

“No mundo corporativo, sustentabilidade é o que garantirá que a organização continue existindo ao longo do tempo”

A reputação e a sustentabilidade precisam ser uma parte intrínseca das atividades da empresa.

A sustentabilidade é a tomada de decisão para realizar melhores resultados nos pilares sociais, ambientais e de governança, ambas são valores intangíveis e garantem a licença social para que uma empresa tenha vida longa com discurso e prática coerentes e consistentes.

A sustentabilidade corporativa não se limita apenas aos cuidados com o meio ambiente.

De acordo com o conceito triple bottom line, de John Elkington (1994), a sustentabilidade é apoiada pelo tripé: People (Pessoas), Planet (Planeta), Profit (Lucro).

Temas como uso de energias limpas e renováveis, reparação e compensação ambiental ou social, são algumas das mais conhecidas quando falamos em sustentabilidade, entretanto inclusão e diversidade, por exemplo, são pautas que também devem fazer parte do planejamento. 

Sustentabilidade é estratégica para gerar valor compartilhado

Se notarmos, a maior parte das grandes crises corporativas contemporâneas estiveram relacionadas com, no mínimo, um destes temas: Pessoas, Meio Ambiente e Governança. 

Empresas que praticam a sustentabilidade, correm menos riscos de passarem por grandes crises corporativas, pois elas estão sempre olhando para esses temas.  

Comunicar a sustentabilidade é vital para as organizações. Afinal, esse tema tem a capacidade de criar sinergia de propósitos, conquistar um crescimento sustentável do negócio e garantir um impacto social positivo das empresas.

Benefícios de comunicar a sustentabilidade nas empresas:

  • aumenta o engajamento;
  • reforça os valores da marca;
  • constrói e solidifica a reputação interna;
  • insere a empresa em uma pauta atual e positiva.

Ética para profissionais de comunicação 

Entre tantos aprendizados adquiridos na pandemia, as empresas aprenderam a importância da área de comunicação interna, pois precisavam buscar soluções que facilitassem diálogos ágeis com seu público interno.

Todos precisaram se reinventar e adaptar o ambiente corporativo para o trabalho remoto ou híbrido.

Os profissionais de comunicação desenvolveram melhores técnicas para combater informações distorcidas ou falsas.

Temas como transparência e ética passaram a ser mais recorrentes na governança da comunicação, cada vez mais humanizada e com sinergia de propósitos. 

Além disso, a sociedade tem cobrado cada vez mais coerência entre discurso e prática das organizações, especialmente durante a crise do coronavírus, o que motivou o surgimento do termo covidwashing. 

Sinal de alerta!

Assim como o greenwashing e o pinkwashing, o covidwashing surgiu com o intuito de combater as empresas que utilizam temáticas “em alta” para promoverem uma imagem (falsa) de preocupação perante pautas importantes como meio ambiente (greenwashing), empoderamento feminino (pinkwashing), pandemia (covidwashing) etc. 

Boas práticas para a sustentabilidade

O público interno é o primeiro embaixador e influenciador perante a sociedade das ações de sustentabilidade realizadas pela sua empresa.

Por isso, para fortalecer uma cultura de atuação sustentável e engajar seu público interno, é necessário, antes de tudo, estabelecer um diálogo aberto e inclusivo com todos os envolvidos. 

Temos aqui algumas dicas do Guia de Comunicação e Sustentabilidade do CEBDS:

Todo mundo é produtor de conteúdo: 

Dar voz ao público interno, além de ser inevitável, faz com que ele se sinta parte responsável pelos resultados.

Esclareça o propósito, os valores e os objetivos da empresa e surpreenda-se com o conteúdo que seus colaboradores podem criar.

Um diálogo sem limites: 

Renuncie ao controle do que é dito dentro ou fora da empresa. Esses limites não existem mais.

Alinhe seu discurso com as práticas que, de fato, ocorrem na empresa, caso contrário alguém fará isso no seu lugar.

Vincular a agenda positiva interna com as melhores práticas e discussões sobre a sustentabilidade também é bem-vindo.

O exemplo da liderança: 

O engajamento da liderança é condição essencial para que exista um maior comprometimento das equipes. A relação de confiança é uma conquista diária entre 

supervisores, gerentes e diretores, é essencial para mobilizar as pessoas do discurso à prática. 

Tenha clareza de suas intenções: 

A empresa já definiu seu propósito? Tem clareza de seus valores e estratégias para a sustentabilidade?

As causas defendidas e a maneira como as empresas as integram à gestão do negócio têm uma forte influência sobre a percepção e a identidade que os públicos, interno e externo, desenvolvem a seu respeito.

Faça esse propósito estar presente a todo momento, em todo o processo de comunicação da empresa

Leia também: Sustentabilidade nas empresas: entregando resultados ESG

Principais temas da Sustentabilidade até 2030

Segundo o Guia de Comunicação e Sustentabilidade, os temas que dominarão a pauta do desenvolvimento sustentável nos próximos anos estão relacionados com a capacidade de as instituições regenerarem o planeta e as economias, são eles: 

Temas relacionados a como as pessoas vivem, se locomovem e se alimentam: 

  • Moradia digna;
  • Saneamento;
  • Mobilidade Urbana; 
  • Cidades Inteligentes;
  • Desenvolvimento de territórios;
  • Alimentação Saudável.

Temas relacionados a como as pessoas produzem: 

  • Inovação; 
  • Futuro do Trabalho; 
  • Ética; 
  • Compliance
  • Economia Circular; 
  • Sustentabilidade da Cadeia de Fornecedores; 
  • Governança; 
  • Transparência; 
  • Concorrência Justa e Parcerias para alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Temas relacionados à proteção e à promoção de direitos: 

  • Respeito aos Direitos Humanos; 
  • Combate às desigualdades de oportunidades; 
  • Segurança de dados; 
  • Acesso a serviços de Saúde; 
  • Segurança Alimentar.

Temas relacionados à salvaguarda do acesso das próximas gerações aos recursos naturais: 

  • Respeito aos recursos do planeta; 
  • Redução de impactos de produção negativos; 
  • Combate ao desperdício de matérias-primas; 
  • Combate às mudanças climáticas. 

Todos os pontos de contato na jornada do público interno são oportunidades para uma comunicação para a sustentabilidade.

Crie editorias, utilize técnicas de storytelling e apresente resultados para melhor entendimento de como a informação fornecida contribui e melhora a realidade de cada indivíduo

A comunicação estratégica está no cerne dos temas da sustentabilidade, por isso é importante compartilhar informações para o bem comum a fim de construir um futuro sustentável.

Este conteúdo foi criado com base no Guia de Comunicação e Sustentabilidade do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), em 2020.

Comece agora a simplificar a Comunicação Interna da sua empresa.

FALE COM UM CONSULTOR