Blog / Ações de CI / Ações Dia da mulher: 8 ideias

Ações Dia da mulher: 8 ideias

Postado em 2/16/2021 10:22:15 AM

Por que celebrar o Dia da Mulher?

O Dia Internacional da Mulher é mais do que uma data comemorativa, ele surgiu devido a lutas das mulheres por seus direitos, é um dia de conscientização para alertar contra as desigualdades existentes na sociedade atual.

A data comemorada no dia 8 de março é um momento de refletirmos sobre como estamos lidando com o papel das mulheres na sociedade (dentro e fora do ambiente corporativo), como estamos tratando as mulheres à nossa volta. Será que não estamos colocando elas em uma posição de inferioridade simplesmente pelo fato de serem mulheres?

As mulheres no mercado de trabalho:

Embora tenha havido avanços nas últimas décadas em relação ao mercado de trabalho, o cenário trabalhista para as mulheres continua sendo desafiador independentemente da área de atuação. 

Segundo um estudo da 15ª edição da International Business Report (IBR) – Women in Business 2019, realizado pela Grant Thornton, 93% das empresas do Brasil têm pelo menos uma mulher como líder. A média global de cargos de liderança ocupados por mulheres é de 87%, ou seja, o Brasil está acima da média global.  

Entretanto, a situação muda se analisarmos que a proporção de mulheres em cargos de liderança no Brasil foi para 25%, caindo quatro pontos percentuais em relação a 2018 e saindo da média global de 29%.

Quem está no topo da lista de empresas que mais têm mulheres em cargos de liderança, até o momento do estudo, é a Índia (99%), a Indonésia (97%) e a Nigéria (98%). O Brasil ocupa a 10ª posição.

Com esses dados fica ainda mais clara a importância de continuar lutando por direitos iguais entre homens e mulheres.

E o que a sua empresa pode fazer a respeito? 

Separamos algumas dicas de ações para serem feitas durante o ano, que contribuem para a igualdade no ambiente corporativo, confira:

Ações para serem feitas o ano todo:

Mulheres na TV Corporativa

Quem não gosta de ouvir histórias? Uma boa ação para ser feita é passar depoimentos de colaboradoras contando sobre suas trajetórias profissionais com todos os desafios, dificuldades e conquistas. Os depoimentos também podem vir de colegas de trabalho que as admiram pela competência. 

Processos seletivos igualitários: 

Todos merecem oportunidades iguais e em um processo seletivo o que mais importa é a competência do profissional que será recrutado. Por isso, faça uma seleção imparcial: na fase inicial do processo, retire nome, foto e endereço dos currículos para garantir a isenção. Ah, não se esqueça que as mulheres que têm filhos devem ser avaliadas da mesma forma que os outros candidatos, sem distinção.

Boas notícias devem ser compartilhadas:

Divulgue as conquistas dentro da empresa por meio do aplicativo Mobile, como uma forma de reconhecer os colaboradores que as alcançaram. 

Todos podem expor as suas ideias:

Considerando que, geralmente, em reuniões as mulheres são menos ouvidas do que os homens, a área de Comunicação Interna pode promover ações de incentivo à escuta ativa e o respeito, especialmente quando uma colega de trabalho quer dar uma ideia que pode contribuir para o crescimento da empresa. 

Homenagem:

No dia 8 de março, homenageei as mulheres da empresa por meio de um E-mail no qual tenha fotos delas. Incentive os colaboradores a desejarem um feliz dia internacional das mulheres a elas pessoalmente ou, até mesmo, por e-mail. 

Presentear as mulheres da sua empresa:

Presentes como livros, bloquinhos de anotações, acesso a cursos online, canetas personalizadas, vouchers de restaurantes, marcadores de livros ou descanso para copos com frases de motivação, são ótimas ideias para as mulheres.

Mulheres inspiradoras:

Compartilhe um comunicado por meio do aplicativo Desktop contando a história de mulheres inspiradoras, conhecidas nacional e mundialmente. Você pode selecionar mulheres que atuaram/atuam no mesmo segmento que a empresa pertence, isso despertaria a motivação nas colaboradoras. 

Mulheres referências em Comunicação Interna:

Marlene Marchiori

“[…] a dimensão que a comunicação assume em uma organização está muito mais vinculada ao seu aspecto formativo, constitutivo de uma realidade, do que ao nível informacional. É preciso centrar o olhar na construção dos processos, no desenvolver relações, no construir e constituir o saber, privilegiando-se dessa forma a humanização nos ambientes organizacionais.” (Marlene Marchiori)

Pesquisadora, Escritora, Palestrante e Mentora.

Além de mentora, atende empresas com planos de comunicação e de relacionamento para mudar o mindset, conectando propósito e sustentando a identidade, levando ao fortalecimento da reputação.

Pós-doutora em Comunicação Organizacional pela Purdue University, dos Estados Unidos da América. Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, tendo estudado no Theory, Culture & Society Centre na Nottingham Trent University, do Reino Unido. 

Publicou a coleção Faces da Cultura e Comunicação Organizacional, com dez volumes.

Viviane Mansi:

“A comunicação que funciona é mais que efetiva; ela é afetiva. A gente lembra mais das coisas que nos emocionam. As mulheres trafegam nessa questão com mais tranquilidade (nem vou dizer com mais competência porque competência não tem gênero). Não tenhamos medo de propor ações que trabalhem nossos afetos.” (Viviane Mansi)

Profissional com mais de 15 anos de experiência em comunicação corporativa e relacionamento com governo em empresas nacionais e multinacionais de grande porte, onde desenvolveu atividades como:

– Reputação corporativa – gerenciamento de risco e crises, fusões, aquisições, gestão de marca, mensuração de reputação e implementação de EVP

– Comunicação Interna – comunicação para lideranças, treinamentos em comunicação, gestão de veículos, conselhos de comunicação, ampla variedade de publicações internas, incluindo mídias sociais

– Comunicação Externa – press trips, desenvolvimento de porta-vozes e assessoria de imprensa

Isabela Pimentel:

“Para ter uma comunicação com propósito, é preciso divulgar, de forma constante, cada um desses itens e ser capaz de estabelecer conexões emocionais com cada um daqueles que dedica oito ou mais horas diárias do bem mais precioso (sua vida) à empresa.” (Isabela Pimentel)

Consultora especializada em Planejamento de Comunicação Integrada, Mapeamento de Processos e Gestão de Projetos, com mais de dez anos de experiência na área, tendo atuado em cargos de coordenação e ministrado treinamentos em empresas de médio e grande porte em todo o país, ao lado da carreira docente nos cursos de comunicação e marketing das principais universidades brasileiras.

Docente na Escola Superior de Propaganda e Marketing, nas unidades Rio e São Paulo (ESPM), Fundação Getúlio Vargas (FGV RJ), Faculdades Integradas Helio Alonso (FACHA) e Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG). Palestrou diversas vezes em eventos internacionais como Social Media Week e Campus Party. Coautora do Livro Diálogos: uma coleção de experiências para a aprimorar a comunicação com empregados, publicado pela Supera na Editora In House (2019).

Mestre em Criação e Produção de Conteúdos Digitais pelo Programa de Pós – Graduação em Linguagens e Tecnologias da Comunicação (PPGLTCOM) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Especialista em Comunicação Organizacional Integrada pela ESPM e Bacharel em Jornalismo e História pela UFRJ e Unirio, respectivamente.

Conclusão:

Mais importante do que a homenagem no Dia Internacional da Mulher, é garantir e incentivar um dia a dia seguro, respeitoso e igualitário para todas as mulheres do mundo.

A todas as mulheres do mundo, a SimplificaCI deseja antecipadamente: 

Um feliz dia internacional das mulheres!

Comece agora a simplificar a Comunicação Interna da sua empresa.

FALE COM UM CONSULTOR